30 dezembro 2013

A culpa é das estrelas – John Green

Postado por Bi@ às 09:24 2 comentários

Autor: John Green
Editora: Intrínseca
Páginas: 286
Ano Orig./BR: 2012

       Acho importante deixar claro, primeiramente, que esse não é um livro ruim. Eu é que ando exigente ultimamente.

O Destino do Tigre – Colleen Houck

Postado por Bi@ às 07:30 0 comentários


Autora: Colleen Houck
Editora: Arqueiro
Páginas: 395

Ano Orig. / BR: 2012/2013

  Nesse livro, que é o ultimo da série, a Kelsey, o Ren e o Kishan vão atrás do ultimo presente de Durga. Dessa vez o presente é do elemento fogo, e se encontra na “Cidade Luz”, no centro da terra. Guardado por uma quimera.
  Apesar da Kelsey,, que até esse  livro era uma de minhas personagens favoritas, ter escolhido ficar com o Kishan no livro anterior, em O Destino do Tigre ela se torna bem indecisa.
  A busca pelo presente de Durga vai até a metade do livro, depois de o conseguirem eles viajam através do tempo para derrotar o Lokesh.

03 dezembro 2013

O Príncipe da Névoa - Carlos Ruiz Zafon

Postado por Bi@ às 07:32 1 comentários
       


 Sei que já disse isso antes, mas, eu amo os livros desse cara!
Em O príncipe da névoa o Zafon encontrou novas maneiras de me confundir e cativar; enganando-me com todas as suas pistas. Tudo o que eu deduzi, estava errado no final.
      O príncipe da névoa (1993) é o primeiro livro do autor. E compõe junto com O palácio da meia-noite (1994), As luzes de Setembro (1995) e Marina (1999) uma coleção de livros para jovens adultos.

13 novembro 2013

Thorn Queen - Richelle Mead

Postado por Bi@ às 08:54 0 comentários
Resenha da Loly.


Editora: Agir
Autora: Richelle Mead
Páginas: --
Ano: --

Eugenie esta mais confusa do que nunca, dividida entre dois mundos e entre os dois lados de si mesma: humano e gentry. Bem, pelo menos ela já escolheu um namorado, porque convenhamos, deve ser difícil escolher entre o meio kitsune, Kiyo e o irresistível e sensual rei gentry, Dorian. Eu prefiro Dorian um bilhão de vezes, mas como Eug não possui gostos tão refinados convidou a raposa para morar com ela. Sério, eu não entendo o motivo da raiva dela, o Dorian deu um reino pra ela, isso é bem melhor que os órgão sexuais das plantas (flores) que o Kiyo deu, sem contar que o Dorian é melhor na cama, e isso é algo da maior importância.
O lado bom de ser a rainha da terra Thorn é que pelo menos as tentativas de estupro diminuíram quase completamente já que ela não é mais apenas a filha meio humana do rei Storm. Mas isso não significa que a corrida dos homens gentry para serem os pais do filho de Eugenie acabou, na verdade se tornou apenas mais sutil enquanto nobres de todos os reinos tentam conquista-la.

30 maio 2013

A Bússola de Ouro - Philip Pullman

Postado por Bi@ às 15:28 0 comentários
Editora: Objetiva
Autor: Philip Pullman 
Páginas:365
Ano:1995 (2007 BR)

-Primeiro livro da trilogia Fonteiras do Universo 

 O livro se passa em um mundo alternativo, outra dimensão por assim dizer, onde humanos e daemons (seres que possuem forma de animais e são descritos no livro como a alma dos humanos) são um só.
   O livro conta as aventuras de Lyra, uma garotinha extremamente esperta que mora na universidade de Jordan . Todos os problemas começam quando Lyra resolve bisbilhotar uma sala da universidade onde era proibida a entrada de mulheres; ela acaba ficando encurralada e se vê obrigada a ficar escondida ali mesmo. Pouco depois inicia-se uma reunião em que seu tio, Lorde Asriel, apresenta algo chamado “o Pó” que mais para frente, ela viria a conhecer melhor que qualquer um...

19 maio 2013

O Beijo Escarlate - Lara Adrian

Postado por Loly às 11:50 7 comentários

Editora: Universo Dos Livros
Autora: Lara Adrian
Páginas: 368
Ano:2011



O beijo Escarlate é o segundo livro da série Midnight Breed.
     Eu detestei a vulnerabilidade de Gabrielle (protagonista do primeiro livro), mas nesse quesito nada tenho a reclamar do segundo.
     Dante é um dos guerreiros da raça, perfeito em combate e letal com suas adagas gêmeas chamadas Malebranche.
     Assim como Lucan, do livro anterior, ele não tinha nenhuma intenção de se “emparelhar” com uma companheira da raça, mas não teve muita escolha.
     Em uma noite comum de patrulha Dante se deparou com um vampiro em luxuria de sangue, mas diferente dos renegados comuns, o titânio não lhe causava dano, e da boca da criatura escorria uma espuma rosada. O guerreiro conseguiu mata-lo mas viu-se alvejado por balas de um grupo de renegados e ferido pela explosão de uma granada.
     Debilitado e sangrando se arrastou atrás do sangue que necessitava para sua recuperação, acabando por chegar a uma clinica veterinária onde a proprietária Dr.ª. Tess Culver, viciada em trabalho, estava em plena madrugada.
     A pobrezinha tentou ajuda-lo quando viu os ferimentos, mas suturas e exames não era necessariamente o que ele precisava.

O Beijo da Meia Noite - Lara Adrian

Postado por Loly às 11:19 4 comentários

Editora: Universo Dos Livros
Autora: Lara Adrian
Páginas: 400
Ano:2011



       O Beijo da Meia Noite é o primeiro livro da série Midnight Breed, escrita por Lara Adrian.
       O livro é bem escrito, apesar de não ser daquele tipo hiper empolgante; é muito parecido com a série Irmandade da Adaga Negra. O que me chamou a atenção de fato é a originalidade da autora, eu achei que já tinha visto vampiros de todos os tipos, mas Lara da uma abordagem totalmente nova.

         Milhares de anos atrás oito guerreiros extraterrestres chegaram a terra, isso mesmo EXTRATERRESTRES, eles foram os primeiros vampiros. Os seus sistemas digestivos não estavam preparados para os alimentos da Terra, por isso tinham retirar as proteínas que necessitavam do sangue humano. O problema era que o sangue era pra eles como uma droga e uma vez que caiam na sede de sangue viravam monstros bestiais que massacraram populações humanas inteiras.
         E diferente da maioria dos outros livros de vampiros eles não convertiam outros pela mordida ou troca de sangue, e também não eram mortos vivos: respiravam e tinham batimentos cardíacos.
         Esses primeiros vampiros encontraram ao acaso algumas mulheres humanas que eram geneticamente compatíveis para gerar descendentes, elas posteriormente foram chamadas de companheiras da raça. A troca de sangue entre um vampiro e uma companheira permitia que ela ficasse sempre jovem.
Bem, com o tempo os vampiros se dividiram em duas classes, renegados e “da raça” (só eu achei essa nomenclatura sem noção?), os renegados eram os que haviam sucumbido à sede de sangue e esses dois grupos viviam em uma guerra civil que já durava séculos.
          A história do primeiro livro fala sobre uma fotografa, Gabrielle, que em uma festa presenciou um assassinato por um grupo de seis renegados. Ela chegou a ir a policia denunciar e obviamente acharam que ela estava louca. E apesar de ter fotografado a cena com o celular, era um beco escuro, a imagem ficou péssima e quando a policia averiguou não encontrou absolutamente nada.
         O líder dos guerreiros da raça, Lucan foi atrás dela na tentativa de recuperar as imagens, já que não seria nem um pouco interessante se os humanos soubessem sobre os predadores noturnos que os rodeavam e entrassem em pânico, sem contar que com a tecnologia os humanos seriam potencialmente perigosos.
        Ele se passa por policial e acaba descobrindo que Gabrielle é uma companheira da raça, e também que ela intuitivamente tirara fotografias tanto das instalações da raça quanto dos renegados, podendo ser uma arma para qualquer um dos dois lados.
       A atração entre a fotografa e o guerreiro é mutua, mas ela quando descobre a verdadeira identidade do “detetive” acredita que ele é um monstro e ele se recusa terminantemente a se apaixonar (essa é a parte aguinha com açúcar igual a quase todos os livros de vamps, fala sério, porque a mulher não pode ser a durona pelo menos uma vez?).
Esse trecho mostra exatamente o que eu quis dizer:

“E de verdade, não é estúpido? Não sei o que tem que me faz lhe desejar desta maneira. Quero dizer, mentiu-me e enganou a tantos níveis que não posso nem enumerá-los e, apesar de tudo isso, pensar nele faz que me tremam as pernas. Nunca senti este tipo de necessidade com nenhum outro homem.
Savannah sorria desde detrás da taça de chá.

—São mais que homens, nossos guerreiros.

Gabrielle deu um sorvo de chá, pensando que possivelmente não era sensato pensar em Lucan como nada dela, a não ser que tivesse intenção de pôr seu coração sob as botas dele e ver como o pisoteava e o fazia pó.

—Estes machos são apaixonados por tudo o que fazem—acrescentou Savannah.

—E não há nada que possa comparar-se dando e recebendo quando há um vínculo de sangue, especialmente enquanto se faz amor.
Gabrielle se encolheu de ombros."

Como eu já disse, não é nenhum grande best-seller, mas apesar dos pesares é uma leitura agradável e eu estou muito influenciada pela força de vontade de Anita (série Prazeres Malditos, que, aliás, é perfeita) para expressar uma opinião que não seja descrita como feminista.
Beijinhooos                               


10 maio 2013

Os 13 Porquês - EM BREVE

Postado por Mayu Amakura às 23:20 0 comentários
Olá a todos, venho informar que estou finalizando o livro Os Treze Porquês, do autor Jay Asher, e em breve venho fazer uma resenha detalhada sobre o livro, mas já adianto, é muito bom! Fazia tempo que não pegava um livro desse gênero para ler, então é como se eu estivessse prestes a me redescubrir.

Hereafter - Resenha

Postado por Mayu Amakura às 23:11 0 comentários
Editora: iD 
Autora: Tara Hudson
Páginas: 352 páginas
Ano: 2012


 “– Um… não, Joshua, eu não faço a menor ideia se isso é um traço comum nos fantasmas. Essa é minha primeira vez… ahn…”
– Assombrando? – ele tentou.
Eu bufei.
– Sim, é minha primeira vez assombrando.”


Pensei que essa história fosse como aquelas histórias chatas de fantasmas e romances, mas quando li o primeiro capítulo não consegui largar o livro, é viciante. Sério!

Conta a história de Amélia, uma fantasma que não sabe o porquê de estar morta, ou nada sobre sua vida. Ela sempre se vê morrendo, afogando-se. Ela o chama de pesadelo. Até que um dia ao acordar de seu pesadelo, ela se vê dentro d'água e um carro flutuando no rio, havia um garoto que estava se afogando. Amélia não iria deixá-lo, tentou de tudo mas fora em vão, porém por um instante pode ouvir seus batimentos cardíacos e soube que ele estava morrendo. De repente o garoto, Joshua, abre os olhos e nada para fora do rio. Depois do ocorrido, e com o garoto sã e salvo, Amélia se vê pensando nele diariamente, até que o reencontra. Assim começa um grande amor entre os dois, mas nem tudo é tão fácil. Amélia conhece outro fantasma, Eli, que quer porque quer que ela seja dele e assim ela precisa lutar contra Eli, e ao mesmo tempo precisa dele para descobrir sobre seu passado e precisa de Joshua como se precisasse de ar para sobreviver. É uma história linda e me deixou curiosa do início ao fim para saber a história de Amélia.

05 maio 2013

Os fantásticos livros voadores do Senhor Lessmore

Postado por Bi@ às 17:13 0 comentários

"Uma animação profundamente sensível da vida que os livros ganham e carregam. Vida e leitura transitam juntos atravessando a existência daqueles que lidam com eles e os deixam pousar em si mesmos e que se encantam em lhes dar vida, seja pela leitura ou pela escrita."



É um video lindo, e vale a pena cada segundo dos seus 15 minutos. (chorei aqui) Ele fala sobre a vida que recebemos e oferecemos ao ler um livro, essa troca entre os leitores e os livros que fazem com que o ato de ler seja tão gratificante. me foge as palavras a tentar descrever tudo isso, então só assistindo o vídeo para saber. rsrs :D

Próximas Resenhas

Postado por Bi@ às 15:11 0 comentários


Em breve posto elas aqui...

Carlos Ruiz Zafón!!!!

Postado por Bi@ às 12:35 4 comentários
Para quem ainda não leu, super indico os livros do Carlos Ruiz Zafón. Em breve terá resenhas de todos esses livros aqui!!

 

04 maio 2013

Memórias Póstumas de Brás Cubas - Machado de Assis

Postado por Bi@ às 18:54 1 comentários


 É ano de vestibular, então eu, como uma boa nerd, vou resenhar os livros que ando lendo. Ou seja a lista de leitura obrigatória do Fuvest! E vamos ao que interessa:


Autor: Machado de Assis
Ano: 1881
Realismo Brasileiro
Páginas: Depende da edição
( a que eu li tinha 173 páginas)


“AO VERME
QUE
PRIMEIRO ROEU AS FRIAS CARNES
DO MEU CADÁVER
DEDICO
COMO SAUDOSA LEMBRANÇA
ESTAS
MEMÓRIAS PÓSTUMAS”

No livro, um “defunto autor” (como ele mesmo se descreve) nos conta as lembranças de sua vida de uma forma bem singular; o livro já começa pela sua morte onde ele nos conta sobre o seu enterro.


“Vós, que o conhecestes, meus senhores, vós podeis dizer comigo que a natureza parece estar chorando a perda irreparável de um dos mais belos caracteres que tem honrado a humanidade. Este ar sombrio, estas gotas do céu, aquelas nuvens escuras que cobrem o azul como um crepe funéreo, tudo isso é a dor crua e má que lhe rói à natureza as mais íntimas entranhas; tudo isso é um sublime louvor ao nosso ilustre finado.”
Bom e fiel amigo! Não, não me arrependo das vinte apólices que lhe deixei.


     Brás cubas teve uma vida superficial e privilegiada até certo ponto. Apaixonou-se por Marcela quando jovem, mas seu pai o mandou para a faculdade arrastado para que ele não a levasse junto. Depois por Virgília, que foi o seu grande amor; e esse toma praticamente todo o livro.
     O pai de Brás Cubas imaginava para ele um futuro brilhante, com uma carreira politica e um bom casamento (pois para ele homem público tem de ser casado!). Brás Cubas fica apreensivo com essas ideias no começo, sem dar muita importância a elas, e continua as suas aventuras por ai.
     Ele conhece a filha de noda Eusébia, Eugênia, por quem desenvolve certo “carinho”, mas não se casa com ela, pois ela é “coxa” (ela manca) por nascimento, e a sua vaidade o impede de se casar com ela. É então a partir daí que ele decide cooperar com os planos de seu pai e tenta se casar com Virgília.
     Virgília merece uma atenção especial, da minha parte, nesta resenha. A impressão que tive dela foi que ela é muito ambiciosa e vaidosa. Imediatamente me lembrei da Catherine de O Morro dos Ventos Uivantes (quem já leu sabe do que eu estou falando)  ambas orgulhosas. Quando a carreira politica de Brás Cubas não da certo, Virgilia se casa com Lobo neves, um politico ambicioso que promete torna-la marquesa. E é então que Virgília e Brás Cubas começam um caso.
     Passado algum tempo, Lobo Neves recebe a proposta de presidência em uma província do norte, porem por superstição decide não ir. O medo da separação eminente, fez com que  Brás Cubas e Virgília se apaixonassem ainda mais. Ele descreve e se fato como “o topo de uma montanha” porem, depois o relacionamento dos dois começa a descer morro abaixo; até que Lobo Neves recebe uma segunda proposta e aceita. Achei interessante essa parte do livro porque, Brás Cubas diz para as românticas que elas já podem parar de ler. E eu acho que concordo com ele.


     Pulando alguns fatos suuuuper interessantes (porque a minha mão está doendo de tanto escrever) vamos direto para o final.
     Passado aqueles acontecimentos, eu me arrisco a dizer que o restante é uma lista de mortes dos personagens. Incluindo a do próprio Brás Cubas.
Gente, os detalhes só lendo para saber!! Super indico o livro! A leitura dele não é tão difícil quanto pensam, e o Machado de Assis arrasa quando o assunto é escrever.

 Ok, então é isso ai!! Até a próxima...

27 abril 2013

XVI Bienal Internacional do Livro do Rio de Janeiro

Postado por Bi@ às 20:23 0 comentários


Mais uma Bienal!  E para aqueles que gostam de livros tanto quanto a gente aqui do blog, não percam a Bienal desse ano!!!! Vai ter vários autores super interessantes, só para começo de conversa, estão entre eles Emily Giffin e o Nicholas Sparks (super ansiosa!!)


XVI  Bienal Internacional do Livro do Rio de Janeiro 
29 de Agosto a 08 de Setembro de 2013

Horário 
Dia 29 de Agosto: das 12h às 22h
Dias de semana: das 9h às 22h
Fins de semana: das 10h às 22h

Local do Evento
Riocentro
Av. Salvador Allende, 6555 – Barra da Tijuca     
22780-160 – Rio de Janeiro – RJ

Logo logo posto mais novidades sobre o evento!

*Informações retiradas do site da bienal do livro do Rio de Janeiro 

26 abril 2013

Filha da Tempestade - Richelle Mead

Postado por Loly às 11:21 0 comentários
Editora: Agir
Autora: Richelle Mead
Páginas: 432 páginas
Ano: 2011

Odile Dark Swan é uma mulher forte e corajosa, que ganha a vida banindo gentrys, esses seriam as fadas irlandesas que invadem o mundo humano (sem asinhas, ok?). Pois bem, o termo correto para defini-la seria shaman, mas não a definição espiritual que estamos acostumados, ela os manda de volta para o outro mundo ou para o submundo utilizando seus poderes ou mesmo a ajuda de suas deusas patronas Perséfone, Hécate e Selene, mas a maior parte do trabalho envolve um pouco de luta por isso além de sua varinha ela tem um punhal de prata, um de ferro e uma Glock com bastante munição.
Na vida real? Eugenie Markhan é uma garota bastante antissocial e solitária, mas talvez seja o fato de ser uma shaman que a torne assim, suas companhias se resumem a uma assistente via celular, um companheiro de quarto que consegue transas fingindo ser nativo americano, mas que é útil fazendo serviços domésticos em troca do aluguel de graça, e os gentry e espíritos que ela bane regularmente... Ah, antes que eu me esqueça, ela tem uma diversão realmente boa: quebra cabeças! (sem comentários)
Bem, pelo menos uma companhia relativamente (absolutamente) agradável (desejável) surge em uma ida sozinha a um bar. Kiyo é um cara lindo e incrivelmente bom de cama, mas será que Eug conseguira vencer seu preconceito contra gentrys pra ficar com ele, sim porque depois da noite de paixão ela descobre que Kiyo não é bem o que pareceu a principio quando ele a ajuda a derrotar um elemental do gelo que queria estupra-la.

“Andando de volta para dentro, eu sentei na cama com as pernas cruzadas,envolvendo meus braços ao meu redor. O gelo que tinha sobrado do elemental tinha derretido. A cama tinha cheiro de Kiyo e sexo, e eu engoli a náusea que crescia dentro de mim. Oh Deus. O que eu tinha feito? Eu tinha transado com um monstro? Eu tinha transado com o tipo de coisa que eu caçava, odiava e matava?”
E ao que tudo indica os gentrys estão no cio e o alvo é Eugenie, não mais apenas Odile pra eles, sua identidade foi revelada. Mas mesmo no meio dessa intensa confusão não há como escapar do trabalho, principalmente quando uma indefesa adolescente esta em perigo, e o seu irmão, mesmo medroso fará de tudo para resgata-la do outro mundo. Mas para enfrentar um rei tão poderoso como Aeson e salvar a garota, Eugenie precisa contar com a ajuda de Dorian, um outro monarca igualmente poderoso (lindo, perfeito, deus grego).
A escrita é muito boa, como em todos os livros da Richelle Mead, as ideias são bem estruturadas e não tem enrolação e enchessão de linguiça, cada pagina realmente tem conteúdo, mas não é que seja pobre em detalhes, tudo esta na medida certa.
Em uma escala de 0 a 10 eu daria 7 ao livro (o que pra mim é uma nota muito, muito boa). Tenham uma excelente leitura e postem nos cometários a sua opinião.

Kisses.

06 abril 2013

Silêncio - Becca Fitzpatrick

Postado por Loly às 08:37 0 comentários



Editora:Intrínseca 
Autora:Becca Fitzpatrick
Páginas:304 páginas
Ano:2012



Eu não sei o que fazer para resenhar esse livro sem soltar muitos spoilers, porque certos engraçadinhos leem as resenhas de uma serie inteira antes de começarem a lê-la, e se eu disser muita coisa vai tirar toda a graça do segundo livro, por isso vou tentar não citar muitos nomes, ok? Quem leu os dois primeiros vai entender o que estou dizendo, e vai dar uma noção geral da historia pra quem ainda não leu sem revelar tudo.



Crescendo - Becca Fitzpatrick

Postado por Loly às 08:34 0 comentários


Editora: Intrínseca
Autora: Becca Fitzpatrick
Páginas: 288 páginas
Ano: 2011


Pois bem, Nora e Patch superaram os desentendimentos e estão tendo a vidinha perfeita de um casal completamente apaixonado. Pelo menos até a noite em que Nora finalmente diz que o ama, e... Ele tem a coragem de não responder!
Ela fica toda insegura, obviamente, e piora porque a partir daí Patch começa a se distanciar. Nora quase surta quando descobre que ele foi uma noite na casa de Marcie.
Ela termina com ele. Entãaaao, surge um outro cara. Um amigo de infância de Nora que esta voltando pra cidade. O nome dele é Scot, e ele também é o modelo perfeito de garoto errado. Nora resolve sair com ele pra fazer ciúme no Patch, mas aparentemente isso não da muito certo, já que Patch também esta em outro relacionamento. Ou pelo menos, isso é o que todas as circunstancias indicam, já que ele e Marcie ficam mais grudados que carrapatos.


Sussurro - Becca Fitzpatrick

Postado por Loly às 08:31 0 comentários
Editora: Intrínseca
Autora: Becca Fitzpatrick
Páginas: 264 páginas
Ano: 2010


Eu vou fazer um comentário antes de iniciar a resenha. Se você gosta de livros estilo Crepúsculo, vai amar Sussurro, se não, nem tanto.
O livro conta a estória de Nora Grey, uma estudante esforçada que sonha em ir pra uma das universidades Ivy League, ela não é popular, e nem muito bonita. Tem uma “inimiga” na escola, Marcie, a típica garota rica, popular, bonita e líder de torcida, nos próximos livros Marcie assume um papel mais importante. E Patch, um anjo caído.
Então, o pai de Nora morreu a pouco tempo, e sua mãe, Blyte luta para pagar as contas e não vender a casa delas na fazenda. Blyte trabalha para uma empresa organizadora de leiloes, e vive viajando.
A historia começa em uma aula de biologia (tãaaaaao crepúsculo) o professor muda as duplas, e Nora passa a ter Patch como parceiro invés de sua melhor amiga Vee.
Ele é implicante, e ignora as primeiras tentativas de amizade de Nora (será porque que me lembrou o Edward?). Ela pensa que ele é burro, por ser mais velho e ainda estar no ensino médio, mas esta determinadaa conhecê-lo,mas somente porque as duplas precisam falar um do outro e ela não quer que a média dela caia.
Essa é a primeira impressão de nora sobre Path:

“Eu me sentei perfeitamente imóvel. A bola estava no campo dele – eu tinha sorrido, e olha como isso ajudou. Eu enruguei meu nariz, tentando descobrir a que ele cheirava. Não a cigarros. Algo mais profundo, mais asqueroso. Charutos.”

Ao mesmo tempo surge outro cara que está afim de Nora, Elliot. Eles saem algumas vezes junto com Vee e Jules, um amigo dele. Elliot é o modelo de garoto bonzinho, e a primeira vista seria o cara perfeito para Nora. Mas no desenrolar da estória ela fica cada vez mais intrigada por Patch. O fato é que Nora tem meio que um alma de investigadora, ela chega a fuçar os arquivos da escola pra saber o passado do Patch, e adivinha o que ela encontra? Nada. E isso só serve pra aguçar ainda mais a sua curiosidade. Enquanto isso começam acontecer uns acidentes estranhos com Nora. Um cara com uma mascara de esqui tenta mata-la. Mas quando ela vai contar a policia sobre os ataques as provas somem misteriosamente. O carro que estava arrebentado fica perfeito, o quarto bagunçado esta perfeitamente em ordem... Então os policiais acham que ela é uma maluca que inventa coisas.
Ela não quer desconfiar de Patch, mas todas as evidencias apontam pra ele... Nora chega a pensar também, que Elliot está por trás dos ataques, mas poderia o bom garoto ser uma farsa?
E ainda tem a psicóloga da escola que disse pra Nora manter distancia de Patch, pois ele tem um passado sombrio... A escrita do livro é boa. Meio lento na minha humilde opinião, mas existem gostos e gostos e uma colega minha falou que é o melhor livro que ela leu depois de crepúsculo, então...
Querem saber o final? Leiam o livro.
Beijinhooos

17 março 2013

Kim Doner - Ilustra o manual do novato 101

Postado por Bi@ às 14:15 0 comentários
Mais um ... Mundo house of night!!!




 Este é o nome da talentosíssima ilustradora do livro Manual do novato 101, Kim Doner foi deixada por ciganos na varanda da frente de Betty e Doner Otto em 21 de julho de 1955. Como uma criança pequena, ela planejava crescer e ser um artista Veterinário da bailarina. Kim poderia salvar vidas de animais por dia, dança no palco durante a noite, e de férias na África a cada verão para vestir peles de leopardo, tintas faciais, e contas de fantasia (ela tinha gostos extravagantes como uma criança pequena). Ela iria viver em uma casa na árvore como Tarzan (Johnny Weissmuller e se não aparecer, talvez Cheetah faria). Lá, ela iria desenhar animais fabulosos e aposentar-se uma artista famosa do mundo.
Ela abandonou a ideia da bailarina quando encontrou a agonia de sapatilhas e enlatados a rota veterinário a aterrar o trabalho de escavar até cocô de cachorro para um primeiro animal de estimação.

Mas no final das contas, o fato é que ela nasceu em Tulsa ( Oklahoma) e se formou na Tulsa University, BS em Arte, e o resto é história. Espero que esse tópico sirva para que valorizem cada detalhe do livro e o apreciem ainda mais.

Algumas de suas ilustrações:


Espero que tenham gostado do post!!

Cascia Hall - House of Night

Postado por Bi@ às 13:46 0 comentários
Para aqueles que amam house of night tanto quanto eu, ai vai mais um Mundo House of Night!!




Cascia Hall foi fundado pela Ordem de Santo Agostinho, em 1926, na sua atual localização, um campus de 40 acres em 2520 Yorktown Avenue South, em Tulsa centro, primeiro diretor da escola foi Francis A. Driscoll, que já havia sido presidente da Villanova College (agora Villanova University). O nome da escola refere-se ao santo Agostinho, Rita de Cássia (Itália). 

Cascia Hall foi uma escola durante todo o dia do sexo masculino, que aceitou pensionistas, até 1986. Nesse ano, a escola deixou de ter fronteiras, acrescentou uma escola média, e se tornou uma escola mista para dia 12/06 graus. Ele tem um registro total de cerca de 600, cerca de 50% dos quais são católicos romanos. 

Cascia Hall segue a tradição agostiniana da educação, que traça o seu patrimônio para a filosofia educacional de Santo Agostinho de Hipona. A escola afirma que sua missão é preparar os estudantes para a faculdade e vida através de um programa estimulante acadêmica e foco no core valores de "verdade, unidade e caridade" (Veritas, Unitas e Caritas). A escola afirma que cem por cento de seus idosos matricular na faculdade após a graduação. Cascia Hall é credenciado pelo Estado de Oklahoma, o North Central Association of Colleges and Schools, e a Associação Agostinho Ensino Secundário e está em boa posição com a Associação Nacional de Educação Católica. A escola afirma que é a única escola secundária em Oklahoma certificadas como "a faculdade preparatória" pela North Central Association.




Fiquei curiosa sobre, essa escola existir ou não. Ela existi, e é bem grande, da pra ter uma idéia de como seria A morada da noite. rsrs


A lenda original do vampiro

Postado por Bi@ às 13:15 1 comentários



Existem lendas de vampiros desde 125aC, quando ocorreu uma das
principais histórias conhecidas de vampiros. Foi uma lenda grega. Na
verdade pode-se afirmar que esse tenha sido o primeiro registro por
escrito, pois as origens do mito se perdem séculos e séculos atrás
quando a tradição oral prevalecia. Lendas sobre vampiros se originaram
no oriente e viajaram para o ocidente através da Rota da Seda para o
Mediterrâneo. De lá, elas se espalharam por terras eslavas e pelas
montanhas dos Carpathos. Os eslavos têm as lendas mais ricas sobre
vampiros. Elas estavam originariamente mais associadas aos iranianos e à
 partir do século VIII é que se espalharam por terras eslavas. Quase na
mesma época em que essas histórias começaram a se difundir, iniciou-se o
 processo de cristianização da região, e as lendas de vampiros
sobreviveram como mitos muitas vezes associados ao cristianismo.


Mais tarde, os ciganos migraram para o oeste pelo norte da Índia (onde
também existem um certo número de lendas sobre vampiros), e seus mitos
se confundiram com os mitos dos eslavos. Os ciganos chegaram na
Transilvânia pouco tempo depois de Vlad Dracula nascer em 1431. O
vampiro aqui era um fantasma de uma pessoa morta, que na maioria dos
casos fora uma bruxa, um mago, ou um suicida.

Vampiros eram
criaturas temidas, porque matavam pessoas ao mesmo tempo em que se
pareciam com elas. A única diferença era que eles não possuíam sombra,
nem se refletiam em espelhos. Além disso podiam mudar sua forma para a
de um morcego, os tornavam difíceis de capturar e bastante perigosos.
Durante a luz do dia dormiam em seus caixões, para à noite beber sangue
humano, já que os raios eram letais para eles. O método mais comum era,
pela meia noite, voar por uma janela na forma de um morcego e morder a
vítima no pescoço de forma que seu sangue fosse totalmente sugado. Os
vampiros não podiam entrar numa casa se não fossem convidados. Mas uma
vez que eram poderiam retornar quando bem entendessem. Os vampiros
eslavos não eram perigosos somente porque matavam pessoas, (muitos seres
 humanos também faziam isso) mas também porque suas vítimas, depois de
morrerem, também se transformavam em vampiros. A característica mais
temida dos vampiros era o fato deles serem praticamente imortais. Apenas
 alguns ritos podiam matar um vampiro como por exemplo: transpassar seu
coração com uma estaca, decaptá-lo ou queimar seu sangue. Esse tipo de
vampiro também é o mais conhecido, por ter sido imortalizado na figura
do mais famoso vampiro de todos os tempos, o Conde Drácula, de Bram
Stoker.
Você pode ler mais Aqui!



Fonte

08 março 2013

O Inverno das Fadas - Carolina Munhóz

Postado por Bi@ às 20:24 0 comentários

Editora: Fantasy – Casa da Palavra Autora: Carolina Munhóz Páginas: 304 páginas Ano: 2012 O inverno das fadas conta a história de Sophia, uma Leannan Sidhe (fada Amante) que se apaixona por um humano que deveria ser apenas mais uma de suas caças. Assim como os amores épicos entre entidades predadoras (como vampiros) e meros humanos, Carolina Munhóz nos apresenta ao amor de William e Sophia, onde eles tem de encontrar uma forma de ficarem juntos sem se destruírem. " Muitas vezes a fada se pegou pensando se existia uma forma de quebrar o feitiço sobre ela, mas era inútil Ser uma Leanan não consistia em ter escolhas, era simplesmente um fato que não podia ser negado." Minha Opinião Péssima proza. Tem o inicio e até mesmo alguns trechos bem confusos, achei a história bem fraquinha e bem vulgar, dando a impressão que o tema não é o amor deles em si. Sobre a altora Tive a sorte de conhecer a Carolina Munhóz e achei ela um amor de pessoa. Super simpática, agradável e ela realmente parece realmente gostar do que faz. Então eu fico aqui torcendo para que o próximo livro dela supere o primeiro, e que tenha muitas e muitas resenhas de seus livros aqui!!! B.

Desmatamento Zero!!!

 

Arquitetos de Palavras Template by Ipietoon Blogger Template | Gadget Review