19 maio 2013

O Beijo da Meia Noite - Lara Adrian

Postado por Loly às 11:19

Editora: Universo Dos Livros
Autora: Lara Adrian
Páginas: 400
Ano:2011



       O Beijo da Meia Noite é o primeiro livro da série Midnight Breed, escrita por Lara Adrian.
       O livro é bem escrito, apesar de não ser daquele tipo hiper empolgante; é muito parecido com a série Irmandade da Adaga Negra. O que me chamou a atenção de fato é a originalidade da autora, eu achei que já tinha visto vampiros de todos os tipos, mas Lara da uma abordagem totalmente nova.

         Milhares de anos atrás oito guerreiros extraterrestres chegaram a terra, isso mesmo EXTRATERRESTRES, eles foram os primeiros vampiros. Os seus sistemas digestivos não estavam preparados para os alimentos da Terra, por isso tinham retirar as proteínas que necessitavam do sangue humano. O problema era que o sangue era pra eles como uma droga e uma vez que caiam na sede de sangue viravam monstros bestiais que massacraram populações humanas inteiras.
         E diferente da maioria dos outros livros de vampiros eles não convertiam outros pela mordida ou troca de sangue, e também não eram mortos vivos: respiravam e tinham batimentos cardíacos.
         Esses primeiros vampiros encontraram ao acaso algumas mulheres humanas que eram geneticamente compatíveis para gerar descendentes, elas posteriormente foram chamadas de companheiras da raça. A troca de sangue entre um vampiro e uma companheira permitia que ela ficasse sempre jovem.
Bem, com o tempo os vampiros se dividiram em duas classes, renegados e “da raça” (só eu achei essa nomenclatura sem noção?), os renegados eram os que haviam sucumbido à sede de sangue e esses dois grupos viviam em uma guerra civil que já durava séculos.
          A história do primeiro livro fala sobre uma fotografa, Gabrielle, que em uma festa presenciou um assassinato por um grupo de seis renegados. Ela chegou a ir a policia denunciar e obviamente acharam que ela estava louca. E apesar de ter fotografado a cena com o celular, era um beco escuro, a imagem ficou péssima e quando a policia averiguou não encontrou absolutamente nada.
         O líder dos guerreiros da raça, Lucan foi atrás dela na tentativa de recuperar as imagens, já que não seria nem um pouco interessante se os humanos soubessem sobre os predadores noturnos que os rodeavam e entrassem em pânico, sem contar que com a tecnologia os humanos seriam potencialmente perigosos.
        Ele se passa por policial e acaba descobrindo que Gabrielle é uma companheira da raça, e também que ela intuitivamente tirara fotografias tanto das instalações da raça quanto dos renegados, podendo ser uma arma para qualquer um dos dois lados.
       A atração entre a fotografa e o guerreiro é mutua, mas ela quando descobre a verdadeira identidade do “detetive” acredita que ele é um monstro e ele se recusa terminantemente a se apaixonar (essa é a parte aguinha com açúcar igual a quase todos os livros de vamps, fala sério, porque a mulher não pode ser a durona pelo menos uma vez?).
Esse trecho mostra exatamente o que eu quis dizer:

“E de verdade, não é estúpido? Não sei o que tem que me faz lhe desejar desta maneira. Quero dizer, mentiu-me e enganou a tantos níveis que não posso nem enumerá-los e, apesar de tudo isso, pensar nele faz que me tremam as pernas. Nunca senti este tipo de necessidade com nenhum outro homem.
Savannah sorria desde detrás da taça de chá.

—São mais que homens, nossos guerreiros.

Gabrielle deu um sorvo de chá, pensando que possivelmente não era sensato pensar em Lucan como nada dela, a não ser que tivesse intenção de pôr seu coração sob as botas dele e ver como o pisoteava e o fazia pó.

—Estes machos são apaixonados por tudo o que fazem—acrescentou Savannah.

—E não há nada que possa comparar-se dando e recebendo quando há um vínculo de sangue, especialmente enquanto se faz amor.
Gabrielle se encolheu de ombros."

Como eu já disse, não é nenhum grande best-seller, mas apesar dos pesares é uma leitura agradável e eu estou muito influenciada pela força de vontade de Anita (série Prazeres Malditos, que, aliás, é perfeita) para expressar uma opinião que não seja descrita como feminista.
Beijinhooos                               


4 comentários:

Luuh Marcely disse...

Sabe, a minha imaginação é bem fértil, mas "vampiros extraterrestres" realmente é uma novidade e tanta pra mim, talvez seja porque minha mente já esta infectada com TVD, Drácula, Vampiro: A Máscara e o pior de todos Crepúsculo. Enfim. E eu também não gosto de aliens, sei lá, não me atrai... Mas a ideia é legal. Pela sua resenha, provavelmente eu não iria gostar do livro. Essa coisa de "quando se viram pela primeira vez, sentiram tamanha atração que nunca sentiram com qualquer outra pessoa" ah, fala sério, só com o olhar!? Pra mim isso não existe. ¬¬
Hm, não sei se leria essa obra, não faz muito o meu gênero. Um livro que sempre tive vontade de ler é a Irmandade da Agada Negra (na verdade eu li os primeiros capítulos do primeio livro, nada mais, porém quero continuar) e fiquei intrigada pelo fato que você diz que faz lembrar esta obra. Pelo pouco que li não vi nenhuma semelhança, desculpe. ):
Bom, é isso. Eu venho acompanhando seu blog faz um tempinho já. Continue com esse belo trabalho, ok? (:
Eu tenho um blog também, caso queira visitar :P
http://www.november92.com/

Ah, e eu quero minha indicação no twitter, hein! u___u IUHASIUHAUIHASUIHASIUA q

Loly disse...

Luuh eu também achei muito diferente, nunca imaginei vampiros e extraterrestres se misturando em uma única história. rsrs
Eu também não sou muito fã de aliens não, exeto em A Hospedeira, que é um livro que eu adoro. E honestamente, esse não é "o livro", mas não é de todo ruim, passa rápido, sabe, quando você percebe já acabou o livro.
Também concordo plenamente com você a respeito da paixão instantânea, mas isso infelizmente acontece com casais de muitos livros, tipo Edward e Bella, Elena e Stefan, Lancelot e Gwen e por aí vai.
Obrigada pelo elogio, e pode deixar que apareço lá no seu blog!

Beijinhooos querida

Jayne disse...

Vampiros extraterrestres? Que superrrrrr!!!ah !!agora quero ler esse livrooo!!!amo livros com vampiros e acho que vou amar esse...vc tm razao sobre a parte agua com açucar todo luvro de vampiros tm.
Gostei da resenha, agora vou ter que procurar e comprar esse livro!

Loly disse...

Que bom que gostou Jayne :)
Olha, eu costumo comprar livros no submarino, esse é o link do Beijo da Meia Noite
http://www.submarino.com.br/produto/7421620/livro-beijo-da-meia-noite-o
Eu não sei você, mas na minha opinião está meio carinho, eu sempre espero promoçoes, tipo quando os livros estão com 15% de desconto rsrsrsrs
vida de pobre é triste!!! kkkkk

Espero que goste do livro querida, e obrigada pela visita e pelos comentários.

Beijinhooos


Postar um comentário

Desmatamento Zero!!!

 

Arquitetos de Palavras Template by Ipietoon Blogger Template | Gadget Review